Casal é condenado por tentar matar menina com fio de ventilador

A mãe da garota viu o companheiro asfixiar a criança com cabo do eletrodoméstico e não tentou impedir. Caso aconteceu em Mato Grosso

atualizado 22/10/2020 11:50

Polícia Civil de MT

Um casal foi condenado a mais de 10 anos por tentar matar a filha com um fio de ventilador e simular o suicídio da garota em Sorriso (MT).

O caso aconteceu em 2017. Segundo o Ministério Público, a mãe e o padrasto tentaram asfixiar a menina, que tinha 11 anos na época do ocorrido. As informações são do G1.

A mãe havia afirmado que a menina tentou tirar a própria vida com o fio de ventilado. Entretanto, assistentes sociais e enfermeiros desconfiavam da versão contada pela mãe.

A criança ficou internada por mais de um mês em uma Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) de um hospital de Cuiabá sem conseguir falar por conta dos ferimentos.

De acordo com a denúncia do Ministério Público, além de maltratar a menina, a mãe viu o companheiro asfixiar a garota e não tentou impedir.

A Polícia Civil desconfiou do casal quando constatou, por meio de câmeras de monitoramento, que houve uma intervalo de duas horas entre o “suicídio” e o pedido de socorro. Além disso, um pastor evangélico foi chamado para “expulsar um demônio do corpo da menina”.

Depois de receber alta, a garota contou que mexeu em uma caixa de DVD’s do padrasto e, por isso, foi enforcada com o fio. Ela também contou que apanhava constantemente e era obrigada a fazer todas as tarefas domésticas.

Últimas notícias