Candidata a deputada recebe apenas um voto em SP: “Somente o meu”

Thamires Oliveira (Agir), de 33 anos, afirmou que a situação "é frustrante", já que fez campanha, mas os votos não entraram

atualizado 04/10/2022 10:32

Reprodução

“É frustrante”, desabafou Thamires Oliveira, candidata a deputada estadual pelo partido Agir, em São Paulo, que recebeu apenas o próprio voto no primeiro turno da eleição. A vendedora, de 33 anos, diz que fez campanha, mas não teve êxito.

“Fiz campanha, fiz reunião, fiz tudo. Mas, infelizmente, o voto não entrou. Somente o meu”, lamentou Thamires.

De acordo com a candidata, ela chegou a contratar pessoas para trabalhar nas ruas, mas a estratégia falhou.

“Recebi R$ 5 mil uma semana antes da votação. O partido em si não deu nenhuma assistência. Tenho até alguns amigos que se candidataram também. Não tinha muito o que fazer e voluntariamente ninguém quer trabalhar”, afirmou ao portal G1.

A candidata contratou duas pessoas e montou uma pequena equipe para atuar na região em que mora. O trabalho foi “de porta em porta”, mas não fluiu como a vendedora esperava.

“Não tive nada de voto. É vergonhoso. Meus familiares estavam com outras pessoas”, contou Thamires.

Mais lidas
Últimas notícias