Bolsonaro visita refugiados afegãos em Luziânia

Cerca de 70 afegãos deixaram o seu país de origem e fugiram para o Brasil após o Talibã assumir o comando do governo local

O presidente Jair Bolsonaro (PL) visitou, neste sábado (12/3), um grupo de refugiados do Afeganistão na zona rural de Luziânia, em Goiás. O ministro das Relações Exteriores, Carlos França, o acompanhou. 

Cerca de 70 afegãos fugiram do país para o Brasil em agosto do ano passado após o Talibã assumir o comando do governo local e instalar um regime autoritário. A tomada de poder do grupo extremista ocorreu logo depois da retirada das tropas dos Estados Unidos da região. 

“Já estão de adaptando e começam a ir para outros locais do Brasil. Foi uma vista de solidariedade, estavam feliz, dançaram. Dirigimos algumas palavras, demos as boas-vindas e vão ficar em definitivo no Brasil”, afirmou Bolsonaro após a visita. “Pedimos por mais alguns e virão no momento oportuno”, acrescentou.

O presidente ainda disse, na manhã deste sábado, que visitaria afegãos, sem dar detalhes. “Abri as portas do Brasil. Quem ficou lá [no Afeganistão] o fim foi bastante tráfico. A questão humanitária tem que se fazer presente”, afirmou ele, após o mutirão de filiação do PL.