Bolsonaro recebeu advogados de Flávio para discutir brechas no caso Queiroz

A reunião ocorreu no dia 25 de agosto, depois das 18h, e estava fora da agenda oficial do presidente

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) participou de uma reunião com os advogados do senador Flávio Bolsonaro (Republicanos) para discutir “irregularidades das informações constantes dos Relatórios de Investigação Fiscal” que citaram o filho mais velho do chefe do Executivo.

A reunião ocorreu no dia 25 de agosto, depois das 18h, e estava fora da agenda oficial do presidente. Participaram do encontro o ministro do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), Augusto Heleno, e o diretor da Agência Brasileira de Inteligência (Abin), Alexandre Ramagem. As informações são do jornal O Globo. 

Os advogados Luciana Pires, Juliana Bierrenbach e Rodrigo Rocca informaram, em nota, que levaram ao conhecimento do GSI “as suspeitas de irregularidades das informações constantes em nome de Flávio já que diferiam, em muito, das características, do conteúdo e da forma dos mesmos relatórios elaborados em outros casos, ressaltando-se, ainda, que os relatórios anteriores do mesmo órgão não apontavam qualquer indício de atividade atípica por parte do senador”.

Flávio Bolsonaro é investigado desde 2018 por peculato, lavagem de dinheiro e organização criminosa junto com o ex-assessor Fabrício Queiroz. A investigação se deu após um relatório do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) apontar movimentações atípicas no gabinete dele na Assembleia Legislativa do Rio.