Bolsonaro diz não ter errado nenhuma previsão desde março de 2020

Presidente afirmou que vinha alertando desde o ano passado sobre riscos à saúde mental decorrentes do isolamento social

Ao comentar efeitos negativos à saúde mental provocados pelo isolamento social, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) disse, nesta segunda-feira (1º/3), que não errou nenhuma previsão desde março do ano passado, quando a Organização Mundial de Saúde (OMS) decretou pandemia mundial de Covid-19.

“No ano passado, eu falei que a depressão leva ao suicídio. Zombaram de mim também. Agora, ontem reconheceram. Não precisa ser inteligente para entender isso. Ficar isolado, confinado, você entra em depressão. Não precisa ser inteligente, mas tem que ser muito mau-caráter”, disse Bolsonaro a apoiadores na saída do Palácio da Alvorada.

“Desculpa aí, pessoal, não vou falar de mim, né, mas não errei nenhuma desde março do ano passado. E não precisa ser inteligente para entender isso, tem que ter o mínimo de caráter”, continuou ele.

Sem citar nomes, o presidente voltou a criticar governadores pela adoção de medidas de restrição de circulação, que visam conter a disseminação da Covid-19 e evitar o colapso nos sistemas de saúde.

“Se eu não me engano, nove estados estão fechando tudo. Não deu certo no ano passado”, reforçou o presidente.

Crítico das medidas de fechamento do comércio, o presidente compartilhou no Facebook, na noite do último sábado (27/2), vídeo de uma empresária brasiliense pedindo a revisão das medidas restritivas decretadas pelo governador do DF, Ibaneis Rocha (MDB). “O povo quer trabalhar”, escreveu Bolsonaro na rede social.

A conversa de Bolsonaro com apoiadores foi registrada em vídeo por um canal no YouTube simpático ao presidente.