*
 

A bancária de 46 anos que foi presa em flagrante fazendo sexo oral em um adolescente de 13 anos confessou o crime na quinta-feira (1º/3). O caso ocorreu em Vila Velha (ES), no último dia 17 de fevereiro.

De acordo com o titular da Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA), delegado Lorenzo Pazolini, a acusada havia permanecido calada após ser levada para a Penitenciária Feminina de Cariacica no dia 18/2. No entanto, dado o prosseguimento nas investigações, Andreia Martinez confessou ter tido relações com o garoto, que vigiava carros para ajudar no orçamento da família.

“Ela contou tudo. Revelou ter feito uso de bebida alcoólica, que realmente aconteceu, mas estava arrependida. Não sei até que nível ela refletiu, mas demonstrou certo arrependimento”, declara o delegado.

A Polícia Civil indiciou a acusada por estupro de vulnerável, e ela continua detida na Penitenciária. O adolescente foi entregue à família e se submeterá a atendimento psicossocial. A pena para o crime cometido pela bancária é de 8 a 15 anos de reclusão, além de ser inafiançável. No entanto, como ressalta Pazolini, como a bancária é ré primária, a Justiça pode decidir que a mulher responda ao processo em liberdade.