Após blitz, mulher descobre que marido usava nome falso há 11 anos

Na hora em que o motorista, de 38 anos, apresentou a CNH, os agentes identificaram indícios de adulteração

atualizado 11/02/2021 19:13

PRF/Divulgação

Uma viagem com o marido terminou em choque e revelações para uma mulher. Após uma blitz da PRF (Polícia Rodoviária Federal) nessa quarta-feira (10/2), a esposa descobriu que o homem com quem é casada, na verdade, possui um outro nome.

E mais: o nome falso, “furtado” do próprio sobrinho, é utilizado há mais de 10 anos para esconder um crime de latrocínio – ou seja, roubo seguido de assassinato.

Leia mais em BHAZ, parceiro do Metrópoles.

Últimas notícias