Acusada de matar grávida para ficar com bebê é condenada a 56 anos

Julgamento que durou mais de 15 horas ocorreu nesta quarta-feira (24/11) em Tijucas; entre os crimes, está o de feminicídio

atualizado 27/11/2021 9:05

Acusada de matar grávida em Canelinha para ficar com bebê é condenada a 56 anos de prisãoMPSC/Divulgação

Foi condenada a 56 anos e dez meses de prisão em regime, inicialmente, fechado a mulher acusada de matar uma grávida em Canelinha, na Grande Florianópolis. Ela também foi condenada a oito meses de detenção pelo júri. O caso ocorreu em agosto do ano passado, mas o julgamento só aconteceu nessa quarta-feira (24/11) em Tijucas.

Ela foi condenada pelos crimes de homicídio qualificado – feminicídio, motivo torpe, mediante emboscada e por impossibilitar a defesa da vítima -, tentativa de homicídio e mais quatro crimes conexos – ocultação de cadáver, fraude processual, subtração de menor e parto suposto. Além disso, os jurados também acataram, na tentativa de homicídio, o fato de ter sido praticado sem dar chances à vítima.

Leia mais no NSC Total, parceiro do Metrópoles.

Mais lidas
Últimas notícias