Ação de hackers derruba vídeos de instituto da Unicamp do YouTube

Alunos temem perder aulas e suspeitam que conta de instituto foi atacada por causa de vídeos de professora sobre "livre pensar"

atualizado 26/10/2021 17:13

Divulgação

A conta do Instituto de Economia da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) no  YouTube saiu do ar e perdeu parte do acervo de vídeos nesta terça-feira (26/10). Alunos e professores usaram a internet para levantar a suspeita de um ataque hacker contra o perfil da universidade pública.

No Twitter, o Centro Acadêmico de Economia da Unicamp lamentou o ocorrido e disse temer a perda de cursos completos na área de economia política.

O canal está sem grande parte do seu acervo desde a manhã desta terça. “O canal tinha 22k seguidores e vídeos muito importantes, como as aulas de economia política da professora Maria da Conceição Tavares, que estão rodando a internet recentemente e a mesa de O Ódio Como Política com Esther Solano”, informou o responsável pela administração do twitter da Semana de Economia da Unicamp 2021.

Veja como ficou o YouTube do instituto durante esta terça:

Instituto de Economia UnicampA associação dos estudantes suspeita que o canal foi tirado do ar como uma represália às aulas da professora Maria Conceição Tavares. A conta tinha diversos vídeos da docente falando sobre “o livre pensar”. Veja tuíte do Centro Acadêmico:

Maria da Conceição de Almeida Tavares é economista, matemática e escritora portuguesa naturalizada brasileira. Ela trabalhou na elaboração do Plano de Metas de Juscelino Kubitschek e atualmente é professora-titular da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp).

A docente é filiada ao Partido dos Trabalhadores (PT). Ela também foi deputada federal pelo estado do Rio de Janeiro entre 1995 e 1999.

A reportagem do Metrópoles entrou em contato com a assessoria de imprensa do Instituto de Economia da Unicamp. A instituição deve emitir uma nota oficial até o fim desta terça.

Mais lidas
Últimas notícias