A Covid-19 deixou seu carro parado? Saiba como cuidar dele agora

Se você não tiver garagem, compre uma capa para proteger a pintura. E não deixe de ligá-lo por 20 minutos a cada duas semanas. Saiba mais

atualizado 31/03/2020 11:52

O isolamento social a que os brasileiros estão submetidos por conta das medidas de combate à propagação do coronavírus, causador da Covid-19, afastou os motoristas dos ‘melhores companheiros’: os carros, claro. Os dias passam menos rápidos, a poeira se acumula na lataria outrora brilhante e nos vidros, o barulho estimulante do motor se cala. Que fazer, então? O BMW Group, por meio das marcas BMW e Mini, listou dicas importantes para preservar os automóveis e mantê-los preparados para o retorno às vias daqui a alguns. O ideal é que o veículo rode pelo menos uns 20 minutos por semana. Porém, na impossibilidade, é importante tomar algumas precauções. 

Bateria
Onde possível, desde que não seja uma garagem fechada, é recomendável ligar o veículo pelo menos a cada 2 semanas, mantendo-o ligado em torno de 20 minutos. No caso de veículos elétricos e híbridos, há cuidados adicionais. 

Durante o período de imobilização, ligar o veículo em um local de carregamento adequado (boa parte dos modelos elétricos e híbridos têm um carregador próprio, especial, que vem junto ao carro na compra). 

Caso seja necessário, a bateria de alta voltagem é automaticamente carregada. Garantir que o processo de carregamento possa ser realizado. Controlar o status de carga regularmente. Não deixar o veículo parado mais de três meses com um status de carga inferior a cerca de 50 %.

Pneus

Manter na calibragem máxima (veículo cheio) de acordo com a medida dos pneus. Esta informação está localizada em uma etiqueta colada na coluna B (visível ao abrir a porta do motorista).

Freios
Em locais expostos ao tempo, ou com umidade elevada, pode ocorrer oxidação dos discos de freio causados pelos resíduos das pastilhas de freios. Portanto é possível que nas primeiras frenagens ocorra um barulho anormal decorrente desta oxidação, e que tende a desaparecer conforme a utilização.

Pintura
Se o veículo ficar exposto ao tempo, cobri-lo com uma capa adequada. Lavá-lo antes da imobilização para evitar que agentes externos como detritos de animais, insetos ou sujeiras provoquem manchas irreversíveis.

Combustível
Os fatores que influenciam para o envelhecimento do combustível são ar, luz e calor. Portanto o ideal é encher o tanque antes da imobilização para deixar o mínimo de ar dentro do tanque de combustível. Utilizar preferencialmente combustível premium (alta octanagem) ou combustível aditivado, já que ambos possuem agentes antioxidantes que aumentam sua vida útil.

Além disso, em locais de alta umidade é necessário deixar o veículo aberto por alguns minutos pelo menos 1 vez por semana, para evitar a formação de bolor em seu interior.


Propagação do coronavírus

A turma do site de vendas de carro WebMotors, por sua vez, separou 8 dicas valiosas para você manter a cabine do seu carro sempre limpa e desinfetada. Nesse momento, elas valem bastante para quem trabalha dentro do automóvel, como taxistas e motoristas de aplicativo, e convive com um intenso entra-e-sai de pessoas.


Quais produtos usar?

Acredite: o melhor é o bom e velho sabão neutro com água – vale detergente, sabonete líquido, desde que neutros! Ele tem propriedades que degradam rapidamente o vírus. E diluído em água, não mancha nem danifica as peças da cabine.

Em contrapartida, solventes (a base de álcoois, acetona, querosene etc) devem ser evitados. Além de poder estragar as partes plásticas, de tecido e de couro dentro do veículo, não afetam a propagação do coronavírus.

Antes de tudo

Sempre que for entrar no carro, passe uma flanela em todas as partes: painéis, teto, bancos, encosto, revestimento de portas, porta-copos e porta-objetos, teclas e botões, maçanetas, apoios de braço, alças, telas e cintos de segurança (não esqueça da parte da fivela, a mais manuseada). Depois, é a vez de passar um pano umedecido apenas com água.

Na sequência, dilua um pouco de sabão neutro em água e, com um pano novo apenas umedecido com a solução. Aplique em todas as partes citadas novamente. Não se deve encharcar o pano ou as peças.

Central multimídia

Use um pano de microfibra seco para retirar o pó da superfície. Depois, aplique um pouco de produto específico para telas touch screen – os mesmos que são recomendados para smartphones e tablets – e passe na tela com movimentos suaves.

Partes mais usadas

Dê especial atenção às peças que você mais manuseia, como o volante, a alavanca da transmissão e o sistema multimídia ou de som. Mas não esqueça de higienizar os retrovisores, a tampa do reservatório de combustível, maçanetas internas e externas e até mesmo a chave. Faça a limpeza diariamente.

Revestimento de couro

São os mais fáceis de limpar. Mas nada de usar produtos abrasivos, a base de álcool ou com solventes e alvejantes. Remova a poeira e sujeira inicialmente com um pano úmido com água.  Depois, pode usar novamente a solução com sabão neutro e água.

Também é possível limpar as superfícies sintéticas com lenços umedecidos – desses que tiram maquiagem ou para limpeza de bebês. Eles geralmente contêm detergente neutro e hidratantes, o que ajuda a conservar o material.

Ar-condicionado

Procure utilizar o ar-condicionado sempre no modo aberto – aquela tecla com uma seta geralmente em forma de minhoca. Evite a recirculação (a setinha em círculos), pois isso não permite a renovação do ar dentro da cabine. Vale também uma higienização do sistema de climatização, que acumula resíduos e ácaro. Troque o filtro de ar da cabine uma vez ao ano e faça o serviço de limpeza. Pode ser feito em lojas especializadas, ao custo de R$ 100 a R$ 200, ou mesmo em casa, com produtos específicos – e seguindo a recomendação do fabricante na própria embalagem.

Janelas abertas

Mesmo com o calor, procure andar com os vidros abertos em algumas partes do dia. Isso também ajuda a fazer o ar circular dentro da cabine.

Álcool gel e lenços

Mantenha sempre um vidro de álcool gel ou um pacote de lenços umedecidos dentro do veículo. Limpe as mãos com essas soluções com frequência. Se for motorista de táxi ou de aplicativo, ofereça os produtos para os cliente e higienize as mãos, unhas, dedos e punhos toda vez após manusear dinheiro ou cartões.


 

Últimas notícias