PSDB caminha na direção da insignificância política e eleitoral

Jereissati fez o que se esperava dele

atualizado 28/09/2021 9:36

Antonio Lucena Antonio Lucena

Era pedra mais do que cantada, desde que o senador Tasso Jereissati (CE) admitiu disputar as prévias do PSDB que indicarão o candidato do partido à sucessão do presidente Jair Bolsonaro no ano que vem.

Jereissati jamais seria candidato, quer por problemas de saúde, quer porque seu estado não poderia ter dois candidatos – ele e Ciro Gomes, do PDT. Ciro é cria de Jereissati e ele o apoiará.

Nas prévias do PSDB, votará em Eduardo Leite, governador do Rio Grande do Sul, mesmo sabendo que o escolhido será João Doria, governador de São Paulo. E assim caminha a humanidade…

O PSDB tem tudo para caminhar na direção da insignificância. Esse é o seu destino, cada vez mais à direita, e sem os quadros políticos de antigamente que envelheceram e não foram substituídos.

Últimas do Blog