Blog com notícias, comentários, charges e enquetes sobre o que acontece na política brasileira. Por Ricardo Noblat e equipe

18 anos Blog do Noblat

O sonho do possível ministro da Defesa era ir para a esquerda, mas…

Quando ele estava indo, ela veio ao seu encontro

atualizado 29/11/2022 12:35

Divulgação

E assim deverá se passar mais uma semana sem que o presidente eleito Luiz Inácio da Silva (PT) anuncie um único ministro do seu futuro governo – de resto, como aqui se disse, ontem.

Fernando Haddad (PT), cotado para ministro da Fazenda, nega que tenha recebido qualquer convite. Ou melhor: foi convidado apenas para integrar o grupo de Economia da equipe de transição.

Dá para acreditar? Haddad viajou com Lula ao Egito, viajou com ele a Portugal, falou em nome dele em recente almoço com banqueiros em São Paulo, e veio com ele a Brasília.

José Múcio Monteiro, ex-presidente do Tribunal de Contas da União (TCU), por quem Bolsonaro já afirmou ser apaixonado, disse que não foi convidado por Lula para ser ministro da Defesa.

Monteiro foi ministro das Relações Institucionais do governo Lula, foi nomeado ministro do TCU por Lula, e reuniu-se com Lula e com alguns militares da reserva.

Segundo contou depois, Lula desistiu de montar um grupo na equipe de transição para estudar a questão militar e deverá anunciar, na próxima semana, o nome do futuro ministro da Defesa.

É possível que Lula o faça? É, ou não. Os atuais comandantes do Exército, Marinha e Aeronáutica planejam pedir demissão até o dia 23 de dezembro. Isso contraria a praxe.

Nunca, na história do Brasil democrático, comandantes militares deixaram os postos antes da posse do presidente eleito. Seria um claro sinal do desapreço deles por Lula.

Um brigadeiro da reserva confidenciou a um amigo no último fim de semana:

“Nós batemos continência para a Constituição. Agora, Lula não merece o nosso respeito”.

Antecipar o anúncio do nome do ministro da Defesa poderá acalmar os militares insatisfeitos com a eleição de Lula. Monteiro é um político habilidoso, de direita e com trânsito entre os fardados.

Cunhou uma frase que ficou famosa ao se tornar ministro de Lula:

“Meu sonho era ir para a esquerda. Mas, quando eu estava indo, ela veio ao meu encontro.”

Uma vez que na prática já começou a governar, Lula quer ser diplomado pelo Tribunal Superior Eleitoral em 12 de dezembro, uma semana antes do prazo final. Nomes de ministros, mais tarde.

Últimas do Blog