O diabo mora nos detalhes das pesquisas para presidente em 2022

Onde Bolsonaro vai mal, onde Lula ainda está por baixo

Está na mais recente pesquisa de intenção de voto Exame/Ideia: entre os evangélicos, 27% declararam voto espontâneo em Bolsonaro, ante 20% em Lula. Na rodada de dezembro, a vantagem de Bolsonaro era consideravelmente superior: 30% a 14%.

Está na mais recente pesquisa de intenção de voto Genial/Quaest: a avaliação negativa de Bolsonaro começa a crescer entre as classes mais altas de renda, onde justamente ele é mais forte. E também entre os homens. As mulheres cada vez mais lhe dão as costas.

Da mesma pesquisa Genial/Quaest: na região Centro-Oeste, capital do agronegócio do país, Bolsonaro tem 38% das intenções de voto, contra 28% de Lula.