Nota da Defesa em reação à fala de Barroso foi uma ordem de Bolsonaro

Presidente se incomodou com críticas do ministro do STF, que respingavam nele, como alguém que usa as Forças Armadas com objetivo eleitoral

A dura nota divulgada na noite deste domingo pelo ministro da Defesa, Paulo Sérgio Nogueira, em reação às críticas do ministro Luis Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal (STF), foi uma decisão de Jair Bolsonaro.

Foi uma ordem do presidente, que não teve resistência nas Forças Armadas, também incomodadas com a fala de Barroso de que os militares foram orientados a atacar o sistema eleitoral, sem apresentar provas.

A declaração de Barroso, dada numa palestra num seminário, foi conhecida no início da tarde. Daquele horário, até agora à noite, Bolsonaro decidiu responder, mas antes levou a conhecimento de seus generais.

Daí em diante, era elaborar a nota, assinada pelo ministro da Defesa. Os três comandantes concordaram com a divulgação e o teor da manifestação assinada por Paulo Sérgio.