Blog com notícias, comentários, charges e enquetes sobre o que acontece na política brasileira. Por Ricardo Noblat e equipe

18 anos Blog do Noblat

Ciro não repete nem seu pior desempenho nas eleições que já disputou

Últimas pesquisas mostram que pedetista não atingiu em 2022 sequer 10%, percentual que obteve em 1998, sua pior performance ao Planalto

atualizado 21/05/2022 10:36

Ciro Gomes, político que disputará a Presidência da República. Ele tem pele clara, tem cabelos brancos e olhos escuros - Metrópoles Vinícius Santa Rosa/ Metrópoles

Ao menos até agora, o pré-candidato do PDT à Presidência da República, Ciro Gomes, não atingiu nas pesquisas eleitorais o seu pior desempenho alcançado nas três corridas ao Palácio do Planalto que já disputou. Ciro, se confirmada sua candidatura, concorrerá pela quarta vez.

Nas quatro últimas pesquisas do DataFolha, Ipespe, PoderData e Genial/Quaest, Ciro Gomes varia de 6% a 8% das intenções de votos, desconsideradas margens de erro. A pior performance do hoje pedetista numa eleição foi em 1998, quando obteve 10% dos votos e ficou em terceiro lugar, atrás de Fernando Henrique Cardoso (PSDB) e Luiz Inácio Lula da Silva.

Em 2018, Ciro também chegou em terceiro, com 12,47%, perdendo para Jair Bolsonaro e Fernando Haddad. Esse percentual foi até agora seu melhor rendimento na disputa à Presidência.

Ciro concorreu também em 2002, terminando em quarto lugar, com 11,97%. Ele ficou atrás de Lula, José Serra (PSDB) e Anthony Garotinho (PSB).

O desempenho de Ciro Gomes tem preocupado o partido e a bancada no Congresso Nacional. Na legenda, há quem defenda apoio a Lula ainda no segundo turno. Ciro tem feito duras críticas a Bolsonaro, mas também a Lula, comportamento que não tem garantido a ele evolução nas suas pretensões eleitorais, já que está estagnado nos levantamentos feitos até agora.

Últimas do Blog