Em casamento, Eduardo Bolsonaro usa clip de gravata em formato de arma

Acessório do noivo chamou atenção em vídeo compartilhado nas redes sociais

ReproduçãoReprodução

atualizado 26/05/2019 17:55

Um detalhe do casamento do deputado federal Eduardo Bolsonaro com a psicóloga Heloisa Wolf, realizado neste sábado (25/05/2019) não passou despercebido nas redes sociais.

Em um vídeo publicado no Instagram, em que era possível ver os bastidores da cerimônia realizada no Rio de Janeiro, dá para ver o prendedor de gravata escolhido pelo noivo. Em formato de arma, o acessório dourado ganha destaque na compilação.

Os seguidores rapidamente comentaram. “O prendedor de gravata e o relógio roubaram a cena”, escreveu uma. “Foco no prendedor de gravata da nossa família favorita”, elogiou outra. “Aquele prendedor da gravata do noivo me desconcentrou”, criticou outra internauta.

Em março deste ano, o senador Flávio Bolsonaro, irmão de Eduardo, também foi visto usando o prendedor. O dele tinha formato de um fuzil e foi distribuído pelo deputado Capitão Augusto (PR-SP)  durante cerimônia de lançamento da Frente Parlamentar de Segurança Pública no Congresso.

A festa reuniu 150 convidados e foi realizada na Casa Santa Teresa, no centro do Rio de Janeiro.

O pai do noivo, o presidente Jair Bolsonaro (PSL), disse nas redes sociais, pouco antes da cerimônia: “Que Deus proteja essa família que se forma”. A primeira-dama, Michelle Bolsonaro, foi madrinha. Bolsonaro entrou na cerimônia, sem Michelle, de braços dados com a mãe da noiva.

O noivo entrou na cerimônia ao som de We Are The Champions, clássico da banda inglesa Queen. A cachorrinha Beretta, com guia e coleira decoradas com flores, estava acompanhada da filha caçula do presidente, Laura, de 8 anos e ganhou destaque.

O matrimônio foi celebrado pelo pastor Pedro Litwinczuk, presidente da Igreja Comunidade Batista do Rio. Escolhido por Rogéria Bolsonaro, mãe de Eduardo, e conhecido como Pastor Pedrão, ele participou da terceira temporada de No limite, primeiro reality show da TV Globo, em 2001.

Últimas notícias