*

São Paulo — Tem modelo despontando e sendo alçada a “queridinha da temporada”. A pernambucana Fernanda Oliveira, da Ford Models, tem 19 anos e é uma “troublemaker, heartbreaker“, como ela mesma se apresenta em sua conta no Instagram.

Tudo indica que a pose de rebelde da moça e sua beleza natural devem ter contribuído para o status de sensação da SPFW. Nessa edição, Fernanda desfilou para 16 marcas das 30 confirmadas no line up oficial.

Brasileira, ela cresceu na Suíça e acaba de retornar da temporada internacional, onde foi exclusiva da Proenza Schouler na Semana de Moda de NY e da Saint Laurent em Paris.

Em sua segunda SPFW, Fernanda chamou atenção por uma tatuagem de faca que tem entre os seios. Sobre o desenho, ela revela uma história triste: “É uma homenagem para o meu pai. Ele enfartou enquanto eu estava morando na Suíça. Caso acontecesse algo com ele eu não poderia nem ir ao enterro. Ele chegou a ficar entre a vida e a morte, mas hoje está bem”.

Há poucas semanas, a modelo se viu envolvida em uma polêmica da marca francesa YSL. Escolhida pelo estilista Anthony Vaccarello para estrelar a campanha de primavera-verão 2017 da grife, Fernanda foi fotografada de pernas abertas, com casaco de pele, meia-arrastão e patins.

Reprodução

A imagem foi duramente criticada por ativistas por sugerir uma ideia de submissão sexual da mulher até que o órgão de propaganda da França, a Autoridade de Regulação Profissional da Publicidade (ARPP) decidiu banir o conteúdo.

Surpresa com a repercussão, a modelo disse que a campanha não tinha nada de humilhante. “O jeito como uma pessoa interpreta algo por ser vulgar é diferente para cada pessoa, cultura e país. E o empoderamento da mulher acho que, sinceramente, vem do fato dela poder agir e se vestir do jeito que ela quiser”, comentou.

E os próximos passos da new-face? Após a SPFW ela embarca para Los Angeles onde irá fotografar a nova campanha da YSL.

*A repórter viajou a convite do evento



COMENTE

 
modaspfwsão paulo fashion week