*

A frase “A moda é para todos” nunca fez tanto sentido. O mundo da moda está abraçando cada vez mais a diversidade e prova disso são 13 modelos de várias partes do mundo que estão mostrando suas diferenças e estrelando campanhas de grandes marcas.

Apoiando a carreira e o sucesso de tantas pessoas interessantes, o E! Online reuniu modelos que estão redefinindo o mundo da moda e os padrões de beleza.

Valentina Sampaio
Após o sucesso de Lea T. e Carol Marra, Valentina Sampaio é a new face trans que está arrasando no mundo da moda. A cearense de 18 anos fez um ano e meio de Moda e agora cursa Arquitetura. Há um ano meio fez seu primeiro desfile e recentemente a agência Way Models a procurou oferecendo agenciamento na cidade de São Paulo. Diferentemente de muitos outros casos, Valentina afirmou que nunca sofreu bullying por sua condição e afirmou que seus pais têm mente aberta e sempre a respeitaram.

 

Winnie Harlow
A modelo canadense tem vitiligo desde os 4 anos, uma doença que causa a perda da pigmentação da pele em algumas áreas do corpo. A top está quebrando barreiras no mundo da moda e já exibiu sua beleza em campanhas para grandes marcas como Diesel e Desigual.

don't keep me waiting..

A photo posted by ♔Winnie♔ (@winnieharlow) on

Madeline Stuart
A modelo de 18 anos não deixou que a síndrome de Down a fizesse desistir de seus sonhos. Madeline entrou no mundo fashion há aproximadamente um ano e, após perceber que estava acima do peso, decidiu mudar seu estilo de vida e hoje em dia é dançarina, líder de torcida e pratica esportes como natação e basquete. Para completar, a top desfilou na semana de moda de Nova York neste ano. Demais, né?

Melanie Gaydos
A modelo nasceu com uma desordem genética rara chamada displasia ectodérmica, mas isso não a impediu de dominar o mundo da moda. O termo “ectoderma” significa “fora da pele”, e o distúrbio afeta o crescimento dos partes do corpo como dentes, cabelos, ossos, unhas. Em seu Instagram, a modelo mostra inúmeras fotos de seus editoriais de moda e até postou várias imagens do seu desfile na semana de Nova York.

Rebekah Marine
Conhecida como a “Modelo Biônica”, Rebekha nasceu sem o braço direito e, por isso, usa um braço biônico. Este ano, a top desfilou pela segunda vez na semana de moda de Nova York, representando a agência de modelos FTL Moda.

Hari Nef
A modelo transgênero tem um contrato com a IMG models e sua beleza andrógina é perfeita para trabalhos fashionistas. A top tem estrelado editoriais de várias revistas como Dazed e i-D. Ela cita a modelo transgênero pioneira Andreja Pejić como uma amiga próxima. Também é escritora e atriz.

Diandra Forrest
Diandra é uma modelo americano-africana albina. Junto com Winnie Harlow, a top foi escolhida para estampar a capa da revista Ebony. Além disso, ela também faz um trabalho humanitário e participará da conferência do TEDx Fulton Street no dia 20 de setembro.

Skin like Porcelain #TBT Photo by Akos Simon

A photo posted by Diandra Forrest (@diandraforrest) on

Jillian Mercado
Jillian é uma modelo com distrofia muscular e anda em cadeira de rodas. Mas isso não a impediu de trabalhar para grandes nomes como Nordstrom e Diesel. A ex-blogueira de moda é presença constante na primeira fila dos desfiles e esteve na NYFW. A julgar pela sua recente presença na mídia, ela parece ser uma das pessoas mais interessantes para se entrevistar nesta temporada.

Erika Linder
Nas várias campanhas que estrelou, a modelo sueca apareceu usando tanto roupas masculinas como femininas. A top andrógina estrelou a edição de agosto da revista Elle e a Marie Claire deste mês de setembro.

?????????????

A photo posted by Erika Linder (@richiephoenix) on

Viktoria Modesta
A modelo tem uma perna biônica. Viktoria nasceu sem a perna esquerda e teve de fazer uma amputação voluntária em 2007, por motivos de saúde. É representada pela agência IMG e tem sido destaque nas revistas iD, Wonderland e Grazia. Além de arrasar no mundo da moda, ela também é uma talentosa cantora.

Rain Dove
Com uma estrutura óssea impressionante e um olhar penetrante, Dove está fazendo sucesso na indústria da moda. A modelo, que fazia parte do corpo de bombeiros e atua em campanhas de moda masculina e feminina, arrasa de camisa e gravata, mas também não tem medo de postar algumas selfies em um minivestido.

'Sup Bro? Photo by: @markojokicphoto #corset #human #dd #girls #boys #pocketsmakemeblush

A photo posted by Rain Dove Dubilewski (@raindovemodel) on

 

Yasmina Rossi
A francesa de 59 anos começou na carreira de modelo com mais de 20. Mas foi aos 45 anos, quando se mudou para Nova York, que teve sua grande oportunidade e foi destaque em campanhas da Macy’s, AT&T e Marks & Spencers na Europa. Com seus cabelos grisalhos e mantendo um corpo que não perde em nada para modelos mais jovens, Yasmina explicou ao Sunday Times: “Tudo o que eu fiz foi comer alimentos orgânicos muito antes de ter virado moda”.

 



COMENTE

 
diversidadebeleza