*

A jornalista Sandra Coutinho, correspondente da TV Globo e da GloboNews em Nova York, contou em seu Twitter que o filho dela, Gabriel, sofreu um ataque xenofóbico nas ruas da cidade. O relato foi feito pela repórter na última quinta-feira (12/1). “Meu filho ouvindo música brasileira com fone na rua. Um louco arranca o fone, dá um empurrão e grita “volta pro seu país”. Era Trump”, escreveu.

O caso repercutiu nas redes sociais. Muitos ficaram revoltados com o acontecido; outros atacaram a jornalista e disseram que ela estava mentindo. O ataques aconteceram principalmente porque alguns internautas confundiram o significado da palavra “Era”. Eles acharam que se tratava do verbo “ser” e não do substantivo que significa “tempo, época”.



COMENTE

 
twitterGloboTrump