*

O livro “Bésame Mucho – Como Criar Seus Filhos com Amor” (Editora Timo), vem causando um pouco de polêmica. Isso porque o título questiona os métodos antigos de criação de filhos, como palmadas, deixar o bebê chorar quando pede por colo, não amamentar por livre demanda ou não adormecer com a criança na mesma cama.

Segundo o autor, o pediatra Carlos González, a maternidade deve desfrutar completamente da relação de amor entre pais e filhos. Pegar no colo, colocar para ninar, abraçar em público são atitudes que deveriam ser corriqueiras, e não questionadas.

O proibido parece ser a parte mais agradável da maternidade: ninar o bebê no colo, cantar para ele e desfrutar da sua companhia. Talvez seja por isso que criar os filhos se afigure tão difícil para algumas mães. Todos estes tabus e preconceitos fazem com que as crianças chorem e também não deixam os pais mais felizes."

O pediatra convida os pais a concentrarem toda a sua atenção durante o período de ensinamento dos bebês. “Devemos dar toda a atenção possível aos nossos filhos. Nunca será demais. Não se pode provocar qualquer ‘trauma psicológico’ por sorrir muito a uma criança ou por dizer muitas vezes ‘gu-gu’”, diz.

No site da editora, o livro custa R$ 79 e pode ser comprado online.

 



COMENTE