*

Clayton é um morador de Belo Horizonte (MG) em situação de rua. Para garantir o dinheiro no fim do mês, decidiu resgatar o gosto de fazer trabalhos manuais. Com uma agulha e um apoio de girar linha, ele fabrica peças artesanais no centro da capital mineira.

A nova ocupação permite que Clayton compre comida e lave suas roupas. Segundo o portal The Greenest Post, o próprio trabalhador valoriza essa fonte de renda, pois assim ele evita “cair nas tentações que a rua oferece”.

O dinheiro que ele consegue com o tricô e o crochê está indo para uma poupança. Clayton pretende alugar um quarto, no futuro. O artesão fabrica caminhos de mesa, bicos de toalha, panos de prato, cortinas e roupas. Ele montou um catálogo com os principais artigos que vende e também aceita encomendas.



COMENTE

 
morador de ruasuperação