*

Muitos pais já estão suando frio com as despesas escolares neste início de ano. Entre as contas que apertam o orçamento está a lista de material escolar. E um dos itens que mais pesa na fatura do fim do mês são os livros didáticos exigidos pelos colégios.

Segundo estimativa do Sindicato do Comércio Varejista de Material de Escritório, Papelaria e Livraria do Distrito Federal (Sindipel-DF), os artigos pedidos pelas instituições de ensino terão reajuste de até 10% em 2017.

Para driblar os preços cobrados pelas livrarias e papelarias, muitas famílias optam pelas feirinhas de trocas de exemplares ou buscam sebos da cidade. Proprietários desses comércios apostam que a compra de obras usadas pode gerar uma economia de até 50%.

Um livro novo da disciplina de história para o ensino fundamental, por exemplo, custa R$ 162,90 nas lojas convencionais. No Cope Espaço Cultural, o mesmo exemplar pode ser adquirido por R$ 80.

Visitar esses endereços ou participar de grupos de permuta nas redes sociais é uma boa saída neste tempo de crise econômica. Estudantes que têm títulos anteriores, mas ainda atuais, em bom estado de conservação podem ainda negociar créditos nesses estabelecimentos. O valor pode ser recebido em dinheiro ou usado para desconto nas compras.

A reportagem selecionou algumas iniciativas que propõem a troca de obras e opções de locais no Distrito Federal que trabalham com exemplares usados.

1. Feira no Facebook
Pais que têm filhos matriculados na rede de colégios Marista podem anunciar interesse em vender, comprar ou permutar livros pedidos pela instituição em um post anexado no topo do perfil do Maristinha no Facebook. Link para os interessados: www.facebook.com/colegiomaristinha

 

2. Mural do troca-troca de livros
O Centro Educacional Sigma disponibiliza um espaço para o “Mural do troca-troca de livros” na unidade da Asa Sul. Durante o primeiro semestre, as famílias que têm crianças matriculadas nas séries iniciais do ensino fundamental podem divulgar os exemplares que desejam adquirir ou permutar.

3. Cope Espaço Cultural
O estabelecimento tem mais de 370 mil volumes à venda. Em funcionamento desde 1995, o local comercializa livros novos e usados. Aqui, os pais também podem conseguir descontos se apostarem em obras que tiveram outros donos.

Endereço: 409 Norte, bloco D, loja 19
Telefone 3037-1017
Horário de funcionamento: Segunda a sexta, das 9h às 19h. Sábado, das 9h às 16h.

4. Livraria Pindorama
O mais antigo sebo em funcionamento da Asa Sul nasceu em 1989. Desde lá, tornou-se o ombro amigo dos pais que buscam pechinchas nas compras dos livros didáticos. Usado em muitas instituições da capital, o volume único de química do Usberco Salvador na loja sai por R$ 120. O novo, nas livrarias tradicionais, custa, em média, R$ 209.

Endereço: 505 Sul, bloco A, loja 41
Telefone: 3443-3425
Horário de funcionamento: Segunda a sexta, das 9h às 18h. Sábado, das 9h às 13h.

5. Sebinho
Um dos sebos mais antigos ainda em funcionamento na cidade, o Sebinho está na lista dos comércios afetivos de Brasília. No local, é possível vender livros usados, comprá-los ou trocá-los. Durante os meses de dezembro a fevereiro, os balcões da loja ficam cheios de pais ansiosos em garantir um bom desconto nos exemplares didáticos.

Endereço: 406 Norte, bloco C, loja 44
Telefone: 3447-4444
Horário de funcionamento: Segunda a sábado, das 9h às 22h. A avaliação de livros ocorre das 9h30 às 18h30.

6. Vitória Livraria
Em Taguatinga, este comércio trabalha tanto com livros usados como novos. Caso o cliente opte por um título que já tenha passado por outra mão poderá economizar até 50% nas compras. No comércio, o título Projeto Telaris – Matemática pode ser adquirido por R$ 172,50 ainda dentro da embalagem ou por R$ 103,50 se for usado.

Endereço: Taguatinga, QNE 1, lote 13, loja 1
Telefone: 3355-2513
Horário de funcionamento: Segunda a sexta, das 8h às 18h. Sábado, das 8h às 16h.

 

 



COMENTE

 
material didáticosebos