*

Em 2006, o livro “Comer, rezar e Amar” se tornou um dos best-sellers mais adorados da literatura internacional. Nele, a história de sobrevivência, superação e autodescobrimento de Elizabeth Gilbert inspirou diversas leitores a fazerem o mesmo.

No entanto, a jornada de autoconhecimento da escritora parece que continua a desabrochar.  Em um longo post em seu Facebook intitulado “ME & Rayya” a autora revelou que está em um relacionamento sério com sua melhor amiga, e que sua nova parceira vem lutando contra um câncer no pâncreas e no fígado.

“Algo aconteceu em meu coração e em minha mente nos dias e semanas que se seguiram ao diagnóstico de câncer no pâncreas e fígado de Rayya. Morte – ou o prospecto de morte – tem uma maneira de tirar da frente tudo que não é real, e naquele espaço, somos confrontados com a verdade: Eu não apenas amo Rayya; eu estou apaixonada por Rayya. E eu não tenho mais tempo para negar essa verdade”

Gilbert, que era casada com o empresário brasileiro José Nunes anunciou o fim de seu casamento em julho deste ano. No post ela afirma seus sentimentos por Elias fizeram com que sua união com Nunes terminasse.

“Para aqueles que estão fazendo as contas, e se perguntando se essa situação motivou o fim do meu casamento há alguns meses, a resposta simples é sim. Por favor entendam que não posso dizer mais nada além disso. Confio que todos vocês serão sensíveis o suficiente para entender o quão difícil isso tem sido”.



COMENTE

 
cinemalgbtliteraturaLésbicas