*

O local onde morreu o ator Domingos Montagner, nessa quinta-feira (15/9), não possui sinalização de correnteza, boias delimitando a área segura para recreação e salva-vidas. Porém, nem sempre foi assim, a praia, que fica na cidade de Canindé de São Francisco (SE), foi reaberta há 45 dias sem os equipamentos de segurança. As informações são do jornal Folha de S.Paulo.

A praia passou por uma reforma que custou cerca de R$ 6,5 milhões. Após a obra, o local recebeu 14 quiosques, um restaurante, parque infantil e campo de futebol. No entanto, as autoridades não recolocaram as sinalizações e não recontrataram os salva-vidas — cinco profissionais que trabalhavam no espaço foram demitidos em fevereiro, com o início das obras.

Em 30 de julho, em cerimônia com a presença do governador de Sergipe, Jackson Barreto (PMDB), a orla foi reaberta. Mesmo assim, o secretário municipal de Turismo, Dimas Roque, justificou que, apesar de inaugurada, a obra não foi oficialmente entregue pelo governo do Estado.

Área de risco
De acordo com os bombeiros, a área em que Camila pitanga e Domingos Montagner mergulharam é perigosa porque fica próxima às comportas da usina Hidrelétrica de Xingá, fato que favorece a formação de correntes e redemoinhos.



COMENTE

 
Domingos Montagner