*

Após entrar com processo contra a empresa Nutreo Comércio Produtos Homeopáticos, a Justiça decretou nesta terça-feira (22) que a apresentadora Patrícia Poeta receberá R$ 30 mil de indenização. Ela alegou ter tido imagem usada indevidamente em propaganda enganosa de um produto emagrecedor. A marca havia dito que a jornalista perdeu peso após usar o “Cactinea”.

Condenada pela 48ª Vara Cível do Rio de Janeiro, além de ter que pagar o valor da indenização à apresentadora, a empresa terá que esclarecer a situação em um jornal de grande circulação e também em sua página do Facebook. A Nutreo Comércio Produtos Homeopáticos precisa dizer que Patrícia não participou da propaganda, nem mesmo adquiriu o “Cactinea”.

Em nota, a assessoria do Poder Judiciário declarou: “Segundo a decisão do juízo, o emagrecimento da jornalista ‘não se deu em virtude do uso do suplemento, deixando claro que tratou-se de inequívoca propaganda enganosa”.

No Instagram, Patrícia festejou a vitória na Justiça: “Fim de um capítulo: com a ótima decisão do juiz Mauro Nicolau Júnior, da 48ª Vara Cível do Rio de Janeiro! Assim evitamos que esse tipo de conduta ilícita se perpetue na internet, lesando o consumidor brasileiro”.

Ela garantiu que o dinheiro será doado para uma instituição de caridade. “Obrigada a todos (que leram meu desabafo hoje) pelas mensagens de apoio! Confesso que termino minha terça-feira bem mais aliviada”, acrescentou ela.



COMENTE

 
Justiçapatricia poeta