*

Geralmente, quando viajamos de avião, sentimos um desconforto nos ouvidos. Isso acontece por conta das variações bruscas de pressão, principalmente na decolagem e na aterrissagem. Os adultos podem bocejar, mascar chiclete ou engolir para ajudar a diminuir a sensação de ouvido “entupido”. Com os bebês, entretanto, é mais complicado.

A Dra. Márcia Voltolini, Otorrinolaringologista e especialista em medicina aeroespacial, diz que os pequenos sentem mais a mudança de altitude. “Até cerca de seis anos de idade, as crianças apresentam mais dificuldade para equalizar a pressão externa com a do interior do ouvido médio”, avalia a médica.

Voltolini explica que temos uma região no ouvido chamada orelha média, que se comunica com o nariz por uma estrutura chamada tuba auditiva. Essa região é como uma caixinha quase completamente fechada, com abertura apenas da passagem para o nariz. A orelha média equaliza o ar que estará variando de acordo com a altitude. Se o bebê estiver congestionado, com rinite alérgica ou tenha alguma predisposição anatômica, esse movimento não é feito.

O normal para o bebê sentir é o grau leve, apenas um desconforto que acaba quando o avião pousa. Mas, se a criança está gripada ou com crise alérgica, pode ocorrer sangramento na orelha ou descolamento dos ossículos do ouvido. Por isso, mesmo com a permissão da viagem, médicos aconselham evitar voos com o bebê antes de completar três meses de idade ou gripados, a não ser que haja a necessidade.

iStock De acordo com especialistas, as saída para minimizar o desconforto são:

  • Tentar fazer algo que movimente a mandíbula da criança como por exemplo: faça-a engolir, dê de mamar, mamadeira ou uma chupeta. Isso ajuda a equilibrar a pressão do ouvido. Durante a decolagem e o pouso tente manter a criança acordada, já que dormindo ela vai engolir menos saliva, diminuindo o movimento da mandíbula que ajuda a renova o ar
  • Pedir ao comissário que avise com antecedência a hora da descida para que haja tempo suficiente para dar a mamadeira, seio ou chupeta e, assim, segurar esse desconforto no ouvido do bebê


COMENTE

 
bebêssujeiralaserouvidos