*
 

A foto mostrando uma babá isolada e sem comida durante o jantar de seus patrões em um restaurante de Jacarta, na Indonésia, provocou revolta na internet. Enquanto a família estava reunida para comer e beber em uma mesa, a funcionária era mantida em outra, sozinha e sem nada para degustar.

A lamentável imagem foi postada no Facebook por Michael Fanny, que presenciou a cena e escreveu uma reflexão na rede social. “A sua pembantu (babá ou empregada doméstica) é parte da sua família. Um reflexo da sua humanidade. Imagine estar na posição dela, sem telefone, sem ser convidada a comer, com os olhos apenas mirando a paisagem. Precisamos respeitar e amar as nossas empregadas, os nossos motoristas, os nossos jardineiros”, escreveu na legenda.

A publicação se tornou viral nas redes sociais, alcançando mais de 57 mil compartilhamentos. Nos comentários, diversos internautas aplaudiram as palavras de Michael e se mostraram solidários à babá.

Polêmica no Brasil
Ao ser fotografada durante a manifestação de 13 de março vestindo uniforme branco enquanto empurrava o carrinho com os filhos de um casal vestido com as cores da bandeira, Angélica Lima, de 45 anos, teve seu rosto estampado nas redes sociais. Clicada no Rio de Janeiro, a imagem causou alvoroço entre os internautas e foi interpretada como um reflexo das relações de classes no Brasil.

REPRODUÇÃO/ JOÃO VALADARES

 Sobre o uso do uniforme, um dos focos da polêmica, Angélica disse não se sentir incomodada. “Desde o momento que a gente trabalha e tem uniforme, a gente tem de usar. Tem casas que não pedem, outras precisam. Eu acho até melhor porque preserva mais as nossas roupas. E tudo eles que dão: sapato, calça, bermuda, blusa”, declarou à Veja.

 

 

 

COMENTE

babá
comunicar erro à redação