*
 

Publicitária nova-iorquina, Lianne Stokes esperou até o aniversário de 30 anos para perder a virgindade. Ainda assim, ela não é bem do time “escolhi esperar”. Sem impedimentos religiosos, a jovem decidiu simplesmente escolher uma meta e segui-la.

Na véspera da data final, ela completou a tarefa. Conheceu um escocês num restaurante e transou com ele. Ela conta que a noite não foi lá grande coisa. Mas a espera valeu a pena mesmo assim. “Eu fiz quando me senti pronta. Levei anos para perceber que era parte do meu charme”, brincou, em entrevista ao “Daily Mail”.

A experiência foi registrada no livro “Below Average: A Life Way Under the Bar”. Hoje aos 37 anos, ela conta que preferiu adiar o momento por sempre criar expectativas exageradas em torno de possíveis encontros sexuais.

Além disso, ela cresceu com um pai veterano do Vietnã. O cotidiano de rigidez e indiferença colaborou para que Lianne visse possíveis paixões com resistência. Nos anos de faculdade, acumulou decepções e considerava a curtição algo superestimado pelos colegas.

“Eu via a faculdade como um lugar onde todo mundo era sexy, namorava e bebia. Eu era uma virgem que só tinha ficado bêbada uma vez”, disse.

 

 

 

 

COMENTE

virgindadeLianne Stokes
comunicar erro à redação