*
 

Um cachorro morreu durante incêndio que atingiu duas casas geminadas no Guará I, na QI 11, na noite desta sexta-feira (2/9). Os bombeiros mobilizaram duas viaturas de combate ao fogo, uma escada mecânica, um veículo tanque, duas ambulâncias e três carros de apoio, totalizando 24 militares.

Foram gastos cerca de 40 minutos e aproximadamente sete mil litros de água para a preservação da casa dos fundos, das casas adjacentes e para a extinção das chamas. A moradora dos fundos, Regina Célia Gomes do Nascimento Torres, de 47 anos, alertou os vizinhos sobre o fogo e a fumaça.

No lote residem mãe e filho nos fundos, uma mulher na casa intermediária e cinco outras pessoas no imóvel da frente. Na busca por possíveis vítimas, foi encontrado pela equipe de salvamento um cachorro, que não resistiu à intoxicação causada pela fumaça e morreu.

Não houve feridos. Porém, segundo os bombeiros, a moradora da casa da frente, Bárbara Camilo Ribeiro do Nascimento Cerqueira, de 24 anos, que está gestante de 38 semanas, passou mal. Muito nervosa, precisou de atendimento, sendo encaminhada estável ao Hospital Regional da Asa Norte (Hran).

As duas casas foram bastante danificadas pelo fogo, porém o controle evitou que outras residências fossem atingidas. A Polícia Militar auxiliou com o isolamento da rua. A Defesa Civil foi solicitada para verificar a condição estrutural da edificação, assim como a perícia do CBMDF, que emitirá no prazo  de 30 a 60 dias o laudo com as possível causas do incêndio.

 

 

COMENTE

IncêndioGuará ICBMDFcachorro morto
comunicar erro à redação