*
 

Uma mulher foi presa nesta quinta-feira (8/9) acusada de vender sua filha de 10 anos em troca de uma garrafa de vodka e 100 rublos russo (R$ 5). O caso aconteceu nem Vyazemsky, cidade na divisa da Rússia com a China.

Will Stewart/Siberian TimesA garota foi encontrada na rua assustada e coberta de sangue. A polícia, então, descobriu que ela havia sido estuprada pelo suposto comprador. Depois de colher o depoimento da vítima, o criminoso foi preso e admitiu ter feito a “compra”. No entanto, negou ter abusado sexualmente da menina.

A mãe da criança conseguiu fugir. A menina foi liberada e, agora, mora em um orfanato da cidade.

 

 

 

COMENTE

rússiaVodca
comunicar erro à redação