*
 

Um tiro de morteiro atingiu a embaixada da Rússia em Damasco na segunda-feira (3/10), destruindo parte do prédio mas sem deixar feridos, afirmou hoje o Ministério das Relações Exteriores nesta terça-feira (4).

De acordo com um comunicado, um explosivo teria detonado próximo a um bloco de alojamentos no terreno da embaixada, e outros dois teriam caído próximo ao prédio central. Eles teriam sido disparados de um subúrbio controlado por “grupos terroristas”, afirmou o ministério.

O ataque começa em meio a tensões crescentes entre a Rússia e os Estados Unidos sobre a Síria após o presidente Barack Obama suspender as negociações bilaterais entre os dois países sobre o país. A Rússia, que apoia o governo da Bashar Assad, acusa Washington de fracassar em diferenciar entre grupos rebeldes moderados e extremistas.

“Enxergamos o ataque à embaixada russa como consequência das ações daqueles que, como os Estados Unidos e alguns aliados, provocam a continuidade do conflito sangrento na Síria, flertando com militantes e vários tipos de extremistas”, afirmou o ministério russo.

 

 

COMENTE

SíriarússiaEUAataque terroristaembaixada
comunicar erro à redação