*
 

Um grupo de pessoas ilhadas no meio do nada é obrigado a conviver com ursos polares. O que parece o enredo do seriado “Lost” virou realidade na Rússia. E outro detalhe complica ainda mais esse cenário ocorrido na vida real.

Os animais, agora, mantém os humanos de reféns. As informações são do site da Exame.

Cinco cientistas russos, responsáveis por pesquisas meteorológicas na isolada ilha de Troynoy, no mar de Kara, ao norte da Sibéria, a mais de 4 000km da capital Moscou, estão presos à estações de pesquisa. Dez ursos polares adultos, acompanhados de filhotes, cercam o local.

O governo russo enviou ajuda e mantimentos, mas a previsão de chegada é para daqui a um mês.

Se tudo der certo e o clima colaborar, em novembro os animais sairão para caçar quando o mar em volta deles congelar, dando a chance dos cientistas de escaparem dali.

 

 

COMENTE

rússiaurso polarLost
comunicar erro à redação