*
 

O presidente eleito dos Estados Unidos, Donald Trump, teceu elogios a um dos líderes da campanha pela saída do Reino Unido da União Europeia, Nigel Farage, e sugeriu que a primeira-ministra, Theresa May, o apontasse como embaixador dos Estados Unidos.

Em um comentário feito em seu perfil do Twitter, o republicano escreveu: “Muitas pessoas gostaria de ver Nigel Farage representar o Reino Unido como seu embaixador nos Estados Unidos Ele faria um grande trabalho!”

O comentário foi considerado uma gafe, uma vez que cabe a cada país designar seus representantes no exterior. No caso britânico, ele ainda passou por cima do embaixador atualmente no país, Kim Darroch.

Recepção fria
A mensagem de Trump teve uma recepção fria nos círculos oficiais. Um porta-voz da primeira-ministra afirmou que “não existe vaga aberta” no escritório em Washington e elogiou o trabalho do atual embaixador.

Anteriormente, May já havia rejeitado a ideia de que Farage pudesse servir como uma ponte extra-oficial com Trump. A negativa causou uma reação furiosa do líder do Partido da Independência do Reino Unido (UKIP). “A cada momento eu seu recebido por comentários negativos vindo de Downing Street (a residência da primeira-ministra”, escreveu. “A má vontade comigo, o UKIP e o referendo é mais importante para eles do que o bem do nosso país.”

Farage tem circulado que conhece diversos membros importantes da equipe de Trump e que estaria em boa posição para melhorar as relações com os EUA.

 

 

COMENTE

Reino Unidodonald trumpEUAnigel faragebrexit
comunicar erro à redação