*
 

Um pastor acusado de estuprar uma garota de oito anos de idade teria tentando comprar o silêncio do pai da menina com dois engradados de cerveja.

O homem de 55 anos recebeu o mandado de prisão depois que os pais da vítima resolveram prestar queixa ao governo municipal ao invés de ir à polícia em Santiago Quetzalapa, uma comunidade que fica a 450 quilômetros da Cidade do México e que não tem acesso à internet ou cobertura de telefonia celular.

O pastor só foi preso depois que a cobertura da mídia local causou indignação no estado. Em um comunicado para o site The Guardian, o escritório do procurador-geral do estado de Oaxaca, disse que a polícia prendeu o homem na manhã de sexta-feira (7/10) sob a acusação de estupro agravado.

O caso colocou em evidência como são pobres as investigações de crimes sexuais no México. Helder Palacios, diretor editorial do site Ruta 135 (que inicialmente relatou o caso) disse que Santiago Quetzalapa tem um histórico de abusos que foram tratadas localmente e não atraíram a atenção de autoridades externas.

 

 

COMENTE

comunicar erro à redação