*
 

O Papa Francisco manifestou nesta quarta-feira (12/10) repúdio ao que chamou de “ataque desumano” às áreas da cidade de Alepo, na Síria, controladas por rebeldes. Ele defendeu um cessar-fogo urgente na região para que civis possam abandonar a área.

O Papa afirmou que se preocupa em especial com as crianças, “presas debaixo de bombardeios cruéis”. Na terça-feira, ao menos 25 pessoas morreram após bombardeios na Síria e cinco delas eram crianças.

Durante audiência semanal no Vaticano, Francisco afirmou que renova seu apelo pela Síria com um “senso de urgência”. “Estou pedindo com todas as minhas forças que os responsáveis promovam um cessar-fogo imediato e que ele seja respeitado pelo menos durante o tempo necessário para retirada dos civis”, disse.

 

 

COMENTE

Síriapapa franciscoguerraalepo
comunicar erro à redação