*
 

Um padre do estado de Oaxaca, no México, que confessou ter abusado sexualmente de 30 meninas, que tinham entre 5 e 10 anos e faziam parte de um grupo indígena local, foi absolvido pela Arquidiocese do México após as investigações da Igreja. O pior é que o padre é HIV positivo. Segundo a arquidiocese, apesar de todas as evidências, não houve como comprovar o fato já que apenas duas garotas confirmaram o abuso feito por Jose Garcia Ataulfo.

Segundo o Daily Mail, a mãe de uma das vítimas pediu um encontro com o papa Francisco, em Roma, para tratar do caso. No entanto, o Vaticano respondeu que considera o caso encerrado. Vale lembrar que a Igreja tem afastado religiosos que cometem crimes sexuais de suas paróquias desde que Francisco assumiu o cargo.

Apesar de ter sido absolvido pela Igreja, Jose Garcia Ataulfo ainda vai responder criminalmente pelo abuso sexual das 30 meninas. O Vaticano não se pronunciou publicamente sobre o caso.

 

 

COMENTE

IgrejaAbuso sexualpadrecatólica
comunicar erro à redação