*
 

Muitos pacientes costumam se surpreender com as contas após uma visita a um hospital particular. Além de pagar pela consulta, os consumidores precisam também arcar com as medicações, os materiais usados nos procedimentos e muitas outras cobranças. Ao deixar o hospital com a esposa e o filho recém-nascido, o americano Ryan Grassley, no entanto, teve um espanto ainda maior. Ele foi obrigado a desembolsar 39,95 dólares (aproximadamente R$ 130) por ter segurado o bebê no colo.

A mulher de Grassley passou por uma cesárea no hospital Utah Valley, na cidade de Provo. Após a cirurgia, o pai pegou a criança e a colocou sobre o peito da esposa, enquanto uma enfermeira fotografava a cena. Ao pagar a conta do parto, ele viu, listada na fatura do procedimento, uma despesa curiosa: “contato pele a pele após cesariana”.

Reprodução

 

Revoltado com a situação, o americano resolveu compartilhar a história em suas redes sociais. Na publicação, ele desabafou: “Não quero que isso vire uma caça às bruxas em que todo mundo termina p*** com o hospital”. O post foi visto por milhões de pessoas e recebeu uma chuva comentários enfurecidos.

 

Ao BuzzFeed News, o porta-voz do hospital Utah Valley explicou que a empresa “incentiva o contato entre pais e recém-nascidos”, mas que, no caso de cirurgias como aquela, é necessária a presença de uma enfermeira extra. “A taxa não é por pegar o bebê, mas por conta da enfermeira adicional necessária para manter os mais altos padrões de segurança do paciente.”

 

 

COMENTE

Utah Valley
comunicar erro à redação