*
 

Um crime bárbaro chocou a cidade de Nova Jersey, Estados Unidos. Jamil Baskerville, de apenas 2 anos, presenciou uma briga entre a mãe e o namorado. Ao perceber que a mãe sofria, o menino tentou intervir na situação. No entanto, Zachary Tricoche, 24 anos, disse ao garoto: “Coloque suas mãos em posição e lute como um homem”. Neste momento, o rapaz agrediu a criança com um soco, o que a levou a bater cabeça na parede e morrer.

No julgamento, Zachary contou que estava chateado porque a mãe do garoto comprou as mercadorias erradas no supermercado. Logo em seguida, ele a atacou, empurrando-a para o chão. O menino começou a chorar e decidiu enfrentá-lo. “De acordo com mãe, o autor do crime deu um murro no peito dele tão forte que ele bateu a cabeça”, disseram os advogados de acusação ao The Mirror.

O julgamento foi interrompido porque Zachary não tem um advogado de defesa. Para sair da cadeia e aguardar o julgamento em liberdade, ele precisa pagar a fiança de US$ 1 milhão. Segundo informações da NBC, há informações de que irmãos de Jamil também foram agredidos. Se confirmado, a pena dele pode ser ainda maior.

 

 

COMENTE

criançapaiFilhomata
comunicar erro à redação