*
 

O estado de Minnesota, Estados Unidos, indiciou por negligência os pais de Seth Johnson, que morreu após uma pancreatite e várias infecções. Timothy Johnson, 39 anos , e Sarah, 38, se recusaram a levar a criança ao médico e, em vez disso, preferiram rezar para que ela fosse curada.

Segundo as investigações, o garoto estava há dias com o pâncreas inflamado e sofrendo na cama. O casal, que é muito religioso, disse que não o levaria ao médico porque tinha certos “problemas com os tratamentos”, segundo o Star Tribune. Um dia, os dois deixaram o menino com o irmão mais velho e foram a um casamento.

Quando voltaram, o menino estava inconsciente, no chão. Em vez de ligarem para a emergência, decidiram rezar e esperar até a manhã do dia seguinte. Obviamente, o garoto não resistiu e morreu.

A polícia começou a investigar e descobriu, entre outras ações dos pais, que o garoto não tomava nenhum tipo de medicamento para combater as doenças, apenas vitaminas. Os pais devem ir a julgamento ainda este mês. O crime aconteceu em 2015.

 

 

COMENTE

negligência
comunicar erro à redação