*
 

Todos os rumores se confirmaram. A Apple anunciou na tarde desta terça-feira (12/9) a chegada de sua nova geração de smartphones: o iPhone 8 e o iPhone X. Com tela infinita, tecnologia de reconhecimento facial e sem botão físico “Home”, o modelo “X”, nome dado em alusão aos 10 anos de lançamento do primeiro celular da marca, é a principal aposta da companhia de Cupertino para disputar espaço com o Galaxy S8, da Samsung.

Apple/Divulgação

Contrariando a lógica adotada nos últimos anos, a Maçã resolveu pular as versões “S” e saltar do iPhone 7 direto para o iPhone 8. O dispositivo “X”, que é novo top de linha da marca, passou por um dos mais profundos redesigns dos últimos anos. A mudança se deu basicamente por dois fatores: a saída (finalmente!) do botão “Home” e a chegada da tela OLED de 5,8 polegadas com resolução de 2.436 x 1.125 px que toma conta de toda a frente do aparelho.

O desbloqueio do smartphone passa a ser realizado pelo Face ID, sistema de leitura facial que conta com menus e animações para realizar o cadastro de um novo rosto. O reconhecimento é feito por meio da câmera frontal, que utiliza infravermelho, o que permite usar o recurso até em ambientes com pouca luz.

Por dentro, o processador A11 de seis núcleos, aliado aos 3GB de memória RAM, promete fazer do celular um dos campeões em performance. A bateria garante duas horas a mais de autonomia que o iPhone 7.

O modelo poderá ser carregado de forma wireless, por meio de uma base chamada “AirPower”. O dispositivo estará disponível apenas em 2018.

Reprodução

Atrás, as duas câmeras (f/1.8 e f/2.4) passam a estar posicionadas de maneira vertical — e não mais na horizontal como na geração 7. Com resolução de 12 MP, são capazes de filmar em 1080p a 240 quadros por segundo (!!!!) ou 4K a 24 fps. Já a câmera frontal continua com resolução de 7 MP e filmagem em 1080p a 30fps.

A tecnologia introduzida no desenvolvimento da câmera frontal também permite criar emojis usando expressões faciais dos usuários e enviá-las por meio de mensagens aos contatos.

O dispositivo estará disponível nos EUA em 3 de novembro em duas versões: 64 GB e 256 GB, e custará a partir de US$ 999.

iPhone 8
Tal como o irmão mais potente, o iPhone 8 e o iPhone 8 Plus terão o sistema de reconhecimento facial. Também contarão com display Retina HD e processador A11 Bionic, de seis núcleos – 2 núcleos voltados para performance (25% mais rápidos que o A10) e 4 focados em eficiência (70% mais rápidos).

O modelo Plus tem duas câmeras de 12 MP com aberturas de f/1.8 e f/2.8, com novo sensor capaz de capturar mais luz e entregar cores mais saturadas. Também é possível filmar em 4K com 60 quadros por segundo ou na resolução Full HD 1080p a 240 quadros por segundo.

Os iPhones 8/Plus poderão ser carregados de forma wireless, por meio de uma base. O iPhone 8 custará a partir de US$ 699 e o modelo Plus, US$ 799.

Apple Watch
A empresa aproveitou o evento para lançar a terceira versão do seu smartwatch, que passa a ter celular embutido por meio de chip LTE. Com isso, não é mais necessário estar sincronizado com um iPhone. O visual é basicamente o mesmo, a não ser pela roldana vermelha na lateral, que funciona como antena.

Reprodução

O processador é 70% mais rápido e é possível usar, pela primeira vez, a Siri para acionar comandos. Cada vez mais focado em saúde, o Watch tem a capacidade de detectar arritmias cardíacas, que podem causar problemas como fibrilação arterial e levar a infartos. O modelo chega por US$ 399 (com LTE) e US$ 329 (sem LTE) e estará disponível a partir de 22 de setembro.

 

 

COMENTE

AppleiPhonesmartphone
comunicar erro à redação