*
 

Uma família da cidade Kananchaburi, Tailândia, luta para conseguir tratamento para Jermkwan Krathumnat, de apenas 10 meses, que nasceu com uma rara condição, que leva o nome de sirenomelia ou “síndrome da sereia”. A história da criança, que ainda não se sabe o sexo exatamente por essa doença, foi divulgada nas redes sociais por um usuário chamado de Mr Bhin.

Segundo ele, o pai de Jermkwan tem deficiência intelectual e a mãe é uma garota menor de idade. São os avós que cuidam da criança. “Apenas a avó trabalha na família e isso está complicando o tratamento médico adequado do bebê”, disse Mr Bhin ao Daily Mail. Uma primeira cirurgia está marcada para corrigir o lábio leporino, mas ainda há muito a ser feito.

Reprodução

Atualmente, segundo a publicação, ele está em tratamento em um hospital de Bangkok e recebe doações locais. Segundo médicos, essa malformação ocorre quando o cordão umbilical não forma duas artérias do corpo, isso leva a uma falta de nutrientes, fazendo com que a criança nasça com membros unidos.

 

 

COMENTE

TailândiaBebêsereia
comunicar erro à redação