*
 

O mistério do sequestro de Kamiyah Mobley, ocorrido em 1998, teve um final feliz. A garota foi tirada da mãe logo após o parto, no University Medical Center, em Jacksonville, Flórida, Estados Unidos, por uma mulher que se passou por enfermeira. O caso, muito semelhante ao do garoto Pedrinho em Brasília, chamou a atenção de toda a mídia.

Kamiyah, que hoje adota um novo nome ainda não revelado, foi criada pela própria sequestradora, Gloria Williams, 51 anos, na Carolina do Sul. Segundo a polícia local, as novas pistas sobre o paradeiro da jovem chegaram em 2016. Os investigadores descobriram uma garota com a mesma idade e nascida no mesmo dia e ano de Kamiyah.

Na Carolina do Sul, os policiais iniciaram as buscas e acabaram encontrando a sequestradora. Após várias investigações, utilizando, inclusive, um retrato-falado da época, tiveram a certeza que Gloria seria criminosa. A mulher foi presa na manhã desta sexta-feira (13/1), e uma equipe contou para a jovem toda a situação.

Gloria Williams, 51, a sequestradora de Kamiyah Mobley

“Ela está aceitando melhor do que se pode imaginar. Temos psicólogos acompanhando, ela tem muito o que processar, muito a pensar”, disse o xerife Mike Willians, segundo o Daily Mail. A família biológica está animada com a volta da filha, mas a jovem ainda não disse se pretende ir viver com eles. “Eles estão transbordando de emoção”.

 

 

COMENTE

sequestroPedrinho
comunicar erro à redação