*

Estão se multiplicando na Europa os supermercados especializados em produtos alimentícios próximos ou fora do prazo de validade. Em Copenhague, na Dinamarca, surgiu o WeFood; na Espanha e Portugal, o GoodAfter, e mais recentemente, em Colônia, Alemanha, The Good Food.

Esses supermercados vendem os produtos com até 70% de desconto. O argumento de seus administradores é que não se justifica jogar comida no lixo quando tanta gente passa fome no mundo. WeFood e The Good Food, inclusive, se apresentam como iniciativas de cunho social.

123rf

Vencido, mas não estragado
Na internet, é fácil encontrar listas de produtos que podem ser consumidos depois do prazo de validade (se apresentarem boa aparência). Entre eles, massas secas, arroz, feijão, enlatados, farinha, sal e açúcar; especiarias, chá, frutas secas, milho de pipoca, refrigerantes e legumes congelados.

Vamos combinar que a maioria de nós, uma vez ou outra, já se pegou com um alimento vencido na mão, na dúvida se joga fora ou não — afinal, a aparência está tão boa! De acordo com a bióloga e mestre em microbiologia de alimentos Rachel Caetano, não é preciso pensar duas vezes.

Passou do prazo de validade, melhor evitar. “Alimento fora de prazo é um problema para o consumidor, não é seguro. Todo alimento tem seu grau de contaminação”, ela afirma.

Reprodução

Por que não consumir
Confira as explicações da especialista sobre os riscos que podem trazer o consumo de produtos alimentícios depois da data de vencimento:

  • Mesmo com boa aparência, o produto começa a perder, depois do prazo, em sabor, valores nutricionais, textura e cheiro;
    • Se você consumiu o alimento consciente de que ele é vencido e tiver algum problema de saúde, nem pode recorrer à Justiça;
    • Mesmo os alimentos enlatados, que em princípio não têm nenhum contato com o ar depois de embalados, estão sujeitos a se estragar. “Há bactérias que se multiplicam na presença de ar, outras na ausência de ar e outras que tanto faz. O óleo ou azeite da sardinha, por exemplo, pode sofrer deterioração, ficar rançoso”;
    • Alimentos perecíveis — que contêm muita água, como carne, queijo e leite — são os mais perigosos. “O prazo de validade é para o produto fechado. Abriu, esse prazo cai. Se era de seis meses, cai para três ou quatro dias”;
    • Manter os produtos sob refrigeração é a única forma de aumentar o prazo de validade. “Mas tem que observar se o refrigerador está abaixo de 5ºC, se não tem acúmulo de gelo… Se estiver a 12ºC, por exemplo, já é temperatura ambiente”.


 

COMENTE

Saúdenutriçãoalimentaçãoprodutos vencidos