*

Se para muitas pessoas, pugliese é sinônimo de musa fitness, para os italianos Andrea Attanasio, 34 anos, e Simone Musio, 32, é a denominação típica de sua região, a Puglia, localizada no salto da famosa bota geográfica.

A dupla por trás da Apulia Queijos e Mozzarellas, marca especializada em produtos com DNA da Itália que caíram no gosto de políticos, chefs e gourmets locais, não esconde a satisfação após apenas um ano e meio de mercado. “Começamos a produção artesanal com um litro de leite por dia, em casa. Hoje são 300 litros e fabricamos 150 burratas ao dia”, diz Andrea.

Com produção totalmente feita à mão pelos dois italianos, em uma chácara localizada na área rural da Ceilândia, a Apulia tem se destacado por delícias como a burrata tradicional e suas versões especiais recheadas com gorgonzola, presunto de Parma desfiado e cereja amarena doce — ideal para sobremesas; os Nozinhos de Mozzarella Fior di Latte (feitos com leite de vaca fresco); a Ricotta Cremosa; e também o queijo Scamorza defumado naturalmente, além de opções recheadas com pimenta ou pistache. Para os próximos meses, preparem-se: os europeus prometem ainda mais ostentação gastronômica com uma burrata recheada de trufas negras.

Em Brasília
Entre um gelato e uma burrata, o mestre sorveteiro Andrea veio ao Brasil para se casar. Há três anos, ele conheceu a brasiliense Ana Luiza Matos através do Facebook. Apaixonado e persistente, largou tudo em Salento, no sul da Puglia, e viajou em busca do amor. O amigo Simone Musio, um dos convidados do casamento, embarcou para a festa e por aqui ficou após se encantar por Brasília.

Na capital, Andrea decidiu empreender e utilizar a expertise adquirida no laticínio Galata. Ao longo de três meses, a dupla realizou testes com leites orgânicos e ingredientes brasileiros levando em consideração a temperatura e umidade locais. “Meu objetivo era alcançar o mesmo nível de qualidade do que oferecíamos na Itália”, explica.

Ao descobrirem a fórmula ideal, deram início a uma verdadeira peregrinação pelos restaurantes da cidade. “Apresentamos nossos queijos para chefs e gourmets, participamos de feiras, realizamos degustações. Quem nos ajudou muito nesse momento foi Alexandre Arouxa, chef do Grand Cru, no Lago Sul”.

Foto: Daniel Ferreira/Metrópoles

Burratas produzidas pela dupla: gostosas e com tempero italiano

 

Hoje, políticos e o circuito de embaixadas estão entre a fiel clientela da dupla. Antonio Bernardini, atual embaixador italiano no Brasil, é conterrâneo da Puglia e um fã assumido. “Ele nos ligou e pediu para degustar nosso produto. Conhece o que há de melhor na nossa região e nos elogiou. Desde então, fornecemos pedidos para ele semanalmente”, diz Andrea. “Ainda realizamos vendas via WhatsApp e Instagram”, completa.

Também é possível encontrar os produtos da marca em seis pontos de vendas (Mercearia Colaborativa; Dylan Café; Pezzo di Pane; Eu Chef Alta Gastronomia; Rota Verde e Empório Iracema) e vários restaurantes. Entre os endereços, Piantella; Nebbiolo; Gastropub Degust; Le Jardin du Golf; Dolce far Niente; e Na 15 Bar.

E os planos para 2018? “Desejamos ter nosso ponto próprio, mas o endereço ainda vamos fazer mistério. O projeto da Queijaria Apulia será como as lojas típicas que temos na nossa Puglia, com pratos frios e sabor verdadeiramente italiano”, antecipa.

Quer servir e degustar uma burrata à verdadeira moda pugliese? Andrea dá as dicas: “O prato típico é servido com tomates-cereja levemente refogados, salada de rúcula, presunto de Parma e molho pesto em cima da burrata”.

E atenção ao ponto do queijo. “Para ficar na textura perfeita, retire a burrata da geladeira 15 minutos antes de servir. Assim, o recheio cremoso – de mozzarella desfiada com creme de leite – ficará com a consistência ideal. Para acompanhar, uma taça de vinho rosé gelado ou um bom vinho Primitivo de Manduria, uva tradicional da Puglia”, sugere.



 

COMENTE

queijosqueijariamozzarella de bufalaburrata