*

Presente na mesa e na cozinha, a faca é um dos utensílios cuja história está diretamente ligada à modernização da humanidade. Se em várias culturas ela não se faz necessária na hora da refeição, em sua grande maioria é estrela no preparo das mais variadas receitas.

E se tem algo que o chef Paulo Tarso está longe de ser quando se trata de facas, é negligente. Todas as primeiras aulas de seu badalado curso de culinária, realizado diariamente na Asa Norte, são iniciadas exatamente da mesma maneira. Com a apresentação da faca do chef e uma orientação sobre as diferenças entre os utensílios e a importância de cada modelo. “Nem todo mundo tem uma em casa, mas deveria ter”, sugere Paulo, que se prepara para inaugurar seu primeiro restaurante, batizado de Mosaico, no início de 2018.

Ao Metrópoles, o chef, que é embaixador da marca Le Creuset em Brasília, compartilhou seis dicas que vão aumentar a vida útil das suas facas de cozinha. Aprenda:

Faca na gaveta: não pode
“Um cuidado básico que todos devem ter é como guardar a faca. A maioria das pessoas a joga na gaveta e pronto. Essa lâmina fica batendo em outros metais e acaba ficando cega rapidamente. Serve estojo, case de bambu, imãs presos na parede… Se a única forma de guardar é na gaveta, tome o cuidado de antes enrolar a lâmina em toalhas”.

Tem jeito certo de lavar a faca. Sério
“Nunca lave a lâmina com o lado áspero da bucha ou palha de aço porque isso pode cegar a faca. Use sempre a face macia. Se algo estiver grudado na lâmina, deixe de molho na água. Em seguida retire os resíduos com um pano molhado. Apesar de ser comum lavar as peças na lava-louça, não recomendo”.

Atenção extra na hora de amolar a faca
“Amolar uma faca é algo difícil para quem não tem o hábito. Geralmente o processo é feito na pedra própria para isso. Mas tem algumas coisas que não rolam, tipo: amolar no chaveiro da quadra. Procure um amolador de uma boa marca. Ou uma pedra certificada”.

A hora do corte também tem seu truque
“Ao cortar algo na tábua, evite arrastar a lâmina na madeira, por exemplo, para separar legumes. Pode bater, mas nunca arrastar”.

Tábuas de vidro: bonitinhas, mas ordinárias
“Não use tábuas de vidro. Pode ser bonito, minimalista, passar uma sensação de limpeza, mas acaba com a lâmina e deixa qualquer faca cega. Invista em uma de madeira — a de bambu é uma das melhores que têm no mercado – ou polietileno”.

Não use a faca para tarefas que não seja: cortar
“Essa é meio ‘derrrrr’, mas acredite, acontece o tempo todo. Não use a sua faca do chef ou qualquer outra para abrir latas, partir gelo, desparafusar um parafuso enferrujado. Essa ação certamente vai quebrar a ponta da faca”.



 

COMENTE

chef paulo tarsofacascutelaria