*

Apesar do nome, a casa não é somente um bar, nem tampouco somente alemão. A história desta marca começou em 1903, na cidade paulistana de Itu, ainda com o nome de Padaria e Confeitaria Alemã. Em 1930, o estabelecimento virou bar e restaurante, e desde então, ganhou unidades na capital paulistana e em cidades como Campinas e Curitiba. A casa brasiliense foi aberta em 2013 e mantém os clássicos do cardápio. Um deles é o filé steiner, (frito na manteiga e acebolado, com molho de tomate), receita criada por Max Steiner, filho do fundador, lá nos primórdios. Outro é o filé à parmegiana, que tornou o Bar do Alemão famoso além das fronteiras ituanas. Ambos partilham espaço no cardápio com receitas como o frango a Kassel (peito de frango à milanesa recheado com palmito, ervilhas, azeitonas, cenoura e catupiry), pato assado ao molho de laranja e o joelho de porco com chucrute, receita tradicional alemã. No almoço, há opções de pratos executivos a partir de R$ 49,90.

Setor de Hotéis e Turismo Norte, Polo 3, Trecho 1, Lote 9, 2109-8700. Terça a quinta, das 12h às 15h e das 18h à 0h; sexta e sábado, das 12h à 1h; domingo, das 12h às 23h. Cartões: Visa, Mastercard, American Express, Diners, Maestro, Visa Electron, Rede Shop. Tíquete: Alelo. Wi-fi, Mesas ao ar livre, Ar condicionado, Acesso para pessoas com deficiência, Manobrista aos fins de semana.



 

COMENTE

filé à parmegianachopecozinha alemã