*
 

Ricardo Oliveira voltou ao Santos após três jogos fora por contusão e abriu o caminho para a vitória por 2 a 0 sobre o Atlético Paranaense neste sábado (1º/10), em tarde chuvosa no estádio da Vila Belmiro, em Santos, pela 28.ª rodada do Campeonato Brasileiro. Recuperado de uma lesão muscular na coxa direita, o centroavante sentiu a falta de ritmo, mas aproveitou um pênalti polêmico marcado ainda na etapa inicial da partida – Vecchio se jogou após saída do goleiro Weverton. Ele cobrou e fez o primeiro. No fim, Paulinho ampliou e confirmou o triunfo.

O resultado manteve o time alvinegro no G4 do Brasileirão. O Santos foi a 48 pontos, na quarta colocação, dois à frente do Fluminense, que pela manhã havia vencido o Sport por 3 a 1 e roubado provisoriamente a posição do time paulista. As equipes, por sinal, se enfrentam nesta quarta-feira, na Vila Belmiro, pela 29.ª rodada.

O Atlético, que jogou de igual para igual na Vila Belmiro, viu o adversário interromper uma sequência de duas vitórias seguidas e desperdiçou a oportunidade de encostar no G4. Após a derrota, permaneceu estacionado na sexta colocação, com 42 pontos. Na próxima rodada, também na quarta-feira, recebe a Chapecoense na Arena da Baixada, em Curitiba.

O jogo

Apesar de jogar em casa, o Santos foi surpreendido pelo Atlético no início. O time visitante começou marcando a saída de bola do adversário e impôs o ritmo. Sem dar espaço para a equipe alvinegra, teve a primeira chance de gol aos 14 minutos em chute de Otávio da intermediária, que o goleiro Vanderlei mandou para escanteio.

O Santos, com muita dificuldade, foi arriscar pela primeira vez aos 25 minutos, em batida cruzada de Ricardo Oliveira, que o zagueiro Thiago Heleno desviou para escanteio. Três minutos depois, em nova chegada, conseguiu abrir o marcador em lance polêmico. Vecchio recebeu ótimo passe de Lucas Lima, esperou a saída do goleiro Weverton, tocou de lado, deixou a perna e caiu na área. O árbitro marcou pênalti. Ricardo Oliveira foi para a cobrança e abriu o marcador.

O gol deixou a equipe do Santos mais tranquila na partida. A equipe passou a ter mais posse de bola e desceu para o vestiário em vantagem.

Segundo tempo

O segundo tempo começou movimentado. Hernani cobrou falta no travessão logo aos três minutos. O Santos aproveitou o rebote e quase ampliou em rápido contra-ataque. Thiago Maia chutou, Weverton espalmou para o meio da área e Lucas Lima, com o gol aberto, chutou para fora.

Mas na sequência esfriou. O Santos voltou a encontrar dificuldade em se livrar da marcação adversária e o Atlético não tinha atacante para finalizar a gol. Na base do talento individual, os anfitriões tiveram ótima oportunidade para ampliar aos 16 minutos. Luca Lima arrancou do meio de campo, cortou Thiago Heleno e, de frente para o goleiro, quis fazer pose para chutar e mandou para a linha de fundo.

A partida seguiu sem oportunidades para ambos os lados. Somente aos 38 minutos o Santos chegou ao ataque e ampliou com Paulinho, que havia entrado no lugar do colombiano Copete. Renato cruzou da esquerda e o atacante mandou de cabeça para as redes garantindo os três pontos e a vaga no G4 do time alvinegro.

 

 

COMENTE

Santos FCAtlético Paranaense
comunicar erro à redação