*
 

De nada adiantou a melhor campanha na primeira fase da 48.ª edição da Copa São Paulo de Futebol Júnior. Na noite desta terça-feira (10/1) o São Paulo acabou eliminado, nos pênaltis, pela Chapecoense, em partida válida pela segunda fase da competição. O time do Morumbi perdeu dois pênaltis.

São Paulo e Chapecoense ficaram no 0 a 0, no tempo normal, na Arena Capivari. Nas penalidades o time catarinense venceu por 4 a 2. Eder Militão e Geovane perderam as cobranças do time paulista. Ronei foi o único a errar um pênalti pela Chapecoense. Classificado, o time catarinense enfrentará o Capivariano na terceira fase.

Com a bola rolando, o São Paulo entrou em campo pressionando a Chapecoense e criando as primeiras chances de gol. Com maior posse de bola, os paulistas priorizaram o toque de bola e quase abriram o placar aos 17 minutos. Após cobrança de Léo Natel, Militão cabeceou e o goleiro Tiepo fez boa defesa.

A Chapecoense manteve postura defensiva durante boa parte dos 90 minutos. Na etapa final, o São Paulo saiu mais para o jogo, com o intuito de não levar a partida para os pênaltis. E as oportunidades surgiram nos pés de Igor Neves e na cabeça de Rony, mas ambos pararam no camisa 1 catarinense.

Numa das raras descidas ao ataque, a Chapecoense acertou o travessão. Aos 43 minutos, Vini cobrou escanteio e Rhainer cabeceou no travessão. Após isso os times não mais se expuseram no campo ofensivo e aguardaram o apito final. Aí, nos pênaltis, a Chapecoense se deu melhor.

 

 

COMENTE

futebolSão PauloChapecoense
comunicar erro à redação