*
 

Um dia depois de a Justiça espanhola pedir a prisão de Neymar, o atacante camaronês Samuel Eto’o também é o novo alvo do Ministério Público do país. Ele é acusado de sonegar 3,5 milhões de euros (12,5 milhões de reais) entre 2006 e 2009, quando atuou pelo Barcelona. Por conta dos crimes fiscais, a promotoria pediu a prisão dele por um período de 10 anos e meio. As informações são do portal Veja.

O ex-agente de Eto’o, Josep María Mesalles, também é acusado pelo mesmo crime. Se condenados, além da prisão, ambos terão de pagar cerca de 14 milhões de euros em multa. A investigação mostra que o camaronês utilizava duas empresas para gerir seus rendimentos em direito de imagem, uma espanhola e outra húngara.

A punição é mais pesada a Eto’o porque o jogador, diferentemente de Neymar, não quis devolver o valor supostamente sonegado à Justiça espanhola. Para ele, tudo não passa de um “assessoramento desleal e fraudulento” de Josep Maria, responsável por “cuidar de tudo”.

 

 

COMENTE

neymarSamuel Eto'o
comunicar erro à redação