*
 

O Atlético Nacional de Medellín não abre mão de tornar a Chapecoense campeã da Copa Sul-Americana. O time declarou que vai entregar o jogo, caso seja obrigado pelo Conmebol a disputar a decisão em uma outra data.

O empresário brasileiro Luiz Taveira esteve no Atlético nesta quinta-feira (01/12) e explicou o que foi decidido pelo clube colombiano.”Eles leram o regulamento e decidiram: se a Conmebol não aceitar a solicitação feita por eles de entregar o título e o prêmio da competição para a Chapecoense e se tiverem que jogar em outra data, vão entrar com um time sub-17 ou com o profissional. Além disso, fariam quantos gols contra fossem precisos”, declarou Taveira à ESPN.

Segundo o empresário, o Atlético Nacional se solidarizou e vai tomar atitudes para o futuro. “Eles disseram que vão procurar manter um laço de amizade com a Chapecoense pelos próximos seis anos para a completa reestruturação. Além disso, irão solicitar o uso do escudo da Chape para os jogos. Saí de lá emocionado”.

Homenagem
Milhares de pessoas compareceram na última quarta-feira (30/11) ao estádio Atanasio Girardot — onde seria o final da Sul-Americana —, para prestar solidariedade às vítimas do voo que transportava o time da Chapecoense. 

O evento dedicou homenagens a todas as 71 vítimas do acidente aéreo. O Atlético Nacional já avisou à Conmebol que quer abrir mão da taça, mas a a entidade ainda não se manifestou sobre o assunto.

Torcedores manifestaram emoção com as homenagens:

 




 

COMENTE

Chapecoensefutebol
comunicar erro à redação